Sabemos que o bullying existe, mas nem sempre nos apercebemos desta realidade… será que a conhecemos? No mês em que se assinala o bullying, falamos um pouco sobre o que é!

O bullying é uma forma de violência que acontece, por norma, entre colegas da mesma turma e/ou da mesma escola. É um comportamento recorrente, intencional e continuado no tempo e tem como objetivo humilhar, assustar e intimidar a vítima.

Quem o pratica, tem a necessidade de demonstrar aos outros a sua superioridade, transmitindo a imagem de que é mais forte. Esta atitude é, muitas das vezes, uma forma (desajustada!!) de expressar com sentimentos desagradáveis e de lidar com situações difíceis da esfera pessoal.

Existem vários tipos de bullying. Vamos então perceber em que consistem:

  • Bullying físico consiste em empurrar, amarrar, dar murros e pontapés de forma a infligir sofrimento na vítima;
  • Bullying verbal é praticado por insultos, gozar e gritar com a vítima de forma que a esta seja sujeita à humilhação;
  • Bullying sexual consiste na prática de insultos, comentários de cariz sexual e a obrigação de atos sexuais de forma a submeter a vítima aos desejos do ofensor e/ou agressor;
  • Bullying social é praticado pela exclusão das atividades lúdicas efetuadas em grupo, espalhar comentários ou boatos humilhantes;
  • Bullying homofóbico é uma forma de humilhar a pessoa relativamente à sua orientação sexual e/ou identidade de género e pode ser praticado por contar os segredos sobre a sexualidade daquela pessoa ou a existência de discriminação com base na sua maneira como se veste ou expressa;
  • Cyberbullying é praticado pela intenção de quem pratica estes atos de difamar a vítimas através da utilização das tecnologias.

Agora que conhecemos mais um bocadinho, vamos estar mais atentos? Cabe a todos nós estar atento a estes comportamentos e sinais de alerta.

Iremos continuar a falar sobre o tema nas próximas publicações!

 

Filipa Canoso – Psicóloga Júnior

 

Sabemos que o bullying existe, mas nem sempre nos apercebemos desta realidade… será que a conhecemos? No mês em que se assinala o bullying, falamos um pouco sobre o que é!

O bullying é uma forma de violência que acontece, por norma, entre colegas da mesma turma e/ou da mesma escola. É um comportamento recorrente, intencional e continuado no tempo e tem como objetivo humilhar, assustar e intimidar a vítima.

Quem o pratica, tem a necessidade de demonstrar aos outros a sua superioridade, transmitindo a imagem de que é mais forte. Esta atitude é, muitas das vezes, uma forma (desajustada!!) de expressar com sentimentos desagradáveis e de lidar com situações difíceis da esfera pessoal.

Existem vários tipos de bullying. Vamos então perceber em que consistem:

  • Bullying físico consiste em empurrar, amarrar, dar murros e pontapés de forma a infligir sofrimento na vítima;
  • Bullying verbal é praticado por insultos, gozar e gritar com a vítima de forma que a esta seja sujeita à humilhação;
  • Bullying sexual consiste na prática de insultos, comentários de cariz sexual e a obrigação de atos sexuais de forma a submeter a vítima aos desejos do ofensor e/ou agressor;
  • Bullying social é praticado pela exclusão das atividades lúdicas efetuadas em grupo, espalhar comentários ou boatos humilhantes;
  • Bullying homofóbico é uma forma de humilhar a pessoa relativamente à sua orientação sexual e/ou identidade de género e pode ser praticado por contar os segredos sobre a sexualidade daquela pessoa ou a existência de discriminação com base na sua maneira como se veste ou expressa;
  • Cyberbullying é praticado pela intenção de quem pratica estes atos de difamar a vítimas através da utilização das tecnologias.

Agora que conhecemos mais um bocadinho, vamos estar mais atentos? Cabe a todos nós estar atento a estes comportamentos e sinais de alerta.

Iremos continuar a falar sobre o tema nas próximas publicações!

 

Filipa Canoso – Psicóloga Júnior

 

Leave A Comment