Ser um bom aluno ajuda a aumentar a autoconfiança e de, alguma forma, a prevenir comportamentos indesejáveis.

Para melhorar o desempenho no estudo de crianças e jovens, sugerimos as seguintes estratégias:

  • Utilizar elogios sinceros e imediatos, relacionados com a atividade realizada ou com a sua postura (e.g. estar sentado corretamente à mesa de estudo). Todos precisamos de motivação e palavras de apoio face ao esforço empregue nas tarefas!
  • Preparar um espaço arejado com luminosidade e limpo, sem distrações nem barulho;
  • Durante o estudo, pedir à criança/jovem para dizer o que compreendeu do mesmo e tentar relacionar com experiências do dia-a-dia, de uma forma divertida e criativa!
  • Demonstrar interesse pelo que aprende na escola, fazendo perguntas sobre como foi o dia, o que aprendeu de novo e do que mais gostou. Assim demonstra o quanto valoriza os seus estudos e se interessa pela sua vida. A sua opinião tem uma enorme importância, o seu incentivo pode ser um grande motivador!
  • Criar uma agenda semanal com horário para o estudo, a fim de implementar um método. É importante saber que, em determinada, hora terá que estudar, mas que depois poderá fazer outra atividade de acordo;
  • Não premiar com presentes, mas com incentivos pelo esforço feito. Faça-o entender que estudar é da sua responsabilidade;
  • Estimular com palavras positivas: “Eu sei de que és capaz!”, “Faz o teu melhor”, “Os pais gostam muito de ti!”;

Estas estratégias geram reações prazerosas, que possibilitam a motivação e a concentração para o estudo, e fazem crer que estudar é possível e que se pode ser bem-sucedido neste papel!

Fátima Rebelo – Educadora Social & Técnica no AET

Ser um bom aluno ajuda a aumentar a autoconfiança e de, alguma forma, a prevenir comportamentos indesejáveis.

Para melhorar o desempenho no estudo de crianças e jovens, sugerimos as seguintes estratégias:

  • Utilizar elogios sinceros e imediatos, relacionados com a atividade realizada ou com a sua postura (e.g. estar sentado corretamente à mesa de estudo). Todos precisamos de motivação e palavras de apoio face ao esforço empregue nas tarefas!
  • Preparar um espaço arejado com luminosidade e limpo, sem distrações nem barulho;
  • Durante o estudo, pedir à criança/jovem para dizer o que compreendeu do mesmo e tentar relacionar com experiências do dia-a-dia, de uma forma divertida e criativa!
  • Demonstrar interesse pelo que aprende na escola, fazendo perguntas sobre como foi o dia, o que aprendeu de novo e do que mais gostou. Assim demonstra o quanto valoriza os seus estudos e se interessa pela sua vida. A sua opinião tem uma enorme importância, o seu incentivo pode ser um grande motivador!
  • Criar uma agenda semanal com horário para o estudo, a fim de implementar um método. É importante saber que, em determinada, hora terá que estudar, mas que depois poderá fazer outra atividade de acordo;
  • Não premiar com presentes, mas com incentivos pelo esforço feito. Faça-o entender que estudar é da sua responsabilidade;
  • Estimular com palavras positivas: “Eu sei de que és capaz!”, “Faz o teu melhor”, “Os pais gostam muito de ti!”;

Estas estratégias geram reações prazerosas, que possibilitam a motivação e a concentração para o estudo, e fazem crer que estudar é possível e que se pode ser bem-sucedido neste papel!

Fátima Rebelo – Educadora Social & Técnica no AET

Leave A Comment